terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Pastores Homens Solitarios

Noé era um homem solitário, porque, de todos os que viveram na era pré-diluviana ele foi um dos poucos que encontrou graça diante de Deus, e tudo indica que era um homem solitário, ainda que cercado e tanta gente.

Abraão convivia com Sara e Ló e com outros servos e pastores, e os que lêem a história deste homem de Deus podem perceber que ele vivia como uma estrela solitária. Ao que parece Deus nunca falou a Abraão na presença de outros homens. Prostrado ele comungava com Deus e não existem indícios de que se prostrava diante de Deus na presença dos outros.

Moisés também se separava. Vivendo na corte de Faraó ele caminhava sozinho, e numa dessas caminhadas longe da multidão ele viu um egípcio e um hebreu lutando, e saiu em socorro do compatriota. Depois que fugiu viveu em completa reclusão no deserto. Cuidando das ovelhas viu a sarça que ardia; anos depois no cume do Sinai ele ficou diante da maravilhosa Presença (de Deus), meio oculta, meio exposta pela nuvem e pelo fogo.

Os profetas do Antigo Testamento eram diferentes uns dos outros, mas uma marca tinham em comum: a solidão com Deus. Eles amavam o povo e alegravam-se com a religião de seus pais, no entanto, sua lealdade ao Deus de Abraão, Isaque e Jacó, e o zelo pelo povo de Israel os afastava da multidão mergulhando-se em longos períodos de pesar. “Tornei-me estranho a meus irmãos e desconhecido aos filhos de minha mãe” (Sl 69.8). Foi o clamor de um deles que falou em nome dos demais!

Nada é mais revelador que a visão daquele sobre quem todos os profetas escreveram, descrevendo-lhe a solidão na cruz. A solidão profunda não foi percebida pela presença da multidão.

"É meia noite. No jardim das Oliveiras
A estrela brilhante seu brilho feneceu
É meia noite. No jardim, agora,
O Salvador sofredor solitário, ora.
É meia noite. Longe de todos
O Salvador luta contra seus temores, só.
Até o discípulo a quem ama
Não se importa com as dores e lágrimas do seu mestre" (Willian B. Tappan).


Na escuridão, solitário morreu, escondido dos mortais; e ninguém o viu quando triunfante ressuscitou saindo da tumba, ainda que muitos o viram depois e deram testemunho de sua glória. Existem coisas sagradas demais para que o olho humano contemple, a não ser Deus. A curiosidade, o clamor, as boas intenções em querer ajudar, apenas impedem a alma que espera tornando impossível a comunicação da mensagem secreta de Deus ao coração do adorador.

Sim muitas vezes somos esquecidos, julgados e sentenciados a opinião de muitos, até mesmo nossas esposas e familiares as vezes não teem a condição de perceber nosso estado e nosso isolamento intimo, sim quantos nos ligam e oram connosco? quantos se importam e se preocupam com nossas lutas e nossa dificuldades pessoais e nossas dores?
Há um Deus no céu, que não sei por que o motivo, nos escolheu e nos ungiu para realizar a sua obra, mesmo que os olhos humanos não percebam somos acariciados por ele, e tal como os antigos profetas estaremos com ele em gloria.
Somos homens de Deus, somos ungidos por Deus, a ele somente nosso coração, gloria e louvor.

Que Deus nos ilumine e nos abençoe


Pr. Sidmar Lucio dos Santos

2 comentários:

  1. Prezado colega Pr. Sidmar,
    a solidão foi tida por Arthur da Távola como o trofeu do líder. Realmente você abordou com clareza a questão da solidão do líder. Somente alguns como seus pares terão condições de entendê-lo, mas como vivemos em um tempo de extrema competitividade, perdemos o privilégio de sermos ombro amigo nas horas de incertezas. Precisamos resgatar essa virtude em nosso meio.
    Parabéns pelo texto.
    Em Cristo

    ResponderExcluir
  2. Shalom Pr. Sidmar, gostei da mensagem, muito interessante... E verdadeira, eu iniciei este caminho um dia depois que aceitei a meu Salvador e Senhor... No dia seguinte ao aceitar a Cristo meu pai me expulsou de sua casa por eu ser um novo crente... “Debaixo do meu teto não tem lugar pra crente”. Depois de servir ao Senhor em Salvador – Bahia por vários anos agora estou como missionário em Venezuela... Realmente sei do que você escreveu...
    Um grande abraço Gildo & Val.
    Ah, perdão (meu pai agora é crente e já batizado) gloria ao Senhor Jesus..

    ResponderExcluir

Comente aqui este blog será um prazer saber sua opiniao.